sábado, junho 02, 2007

Como seria cá?

Por entre a classificação de "Projecto de Interesse Nacional", a dependência económica do sector da construção, a "monocultura" de campos de golfe, o obscuro negócio das mais-valias urbanísticas, a lógica de "passarinhos e árvores" serem um entrave e a aposta maçiva nos transportes rodoviários, fica a pergunta de se em Portugal haveria coragem ou sequer vontade política para fazer isto. Ficamos a aguardar o episódio português da campanha de recuperação do lince ibérico, agora que Portugal assinou com Espanha um pacto de defesa da espécie.

1 comentário:

al cardoso disse...

Aguardemos sentados em todo o caso!