quarta-feira, julho 12, 2006

Dez dias na Idade Média

E já cá está outra vez! :D A quarta edição do Mercado Medieval de Óbidos começa amanhã e vai durar até dia 23 deste mês. Vão ser dez dias em que as ruas dentro das muralhas vão estar pejadas de visitantes e figurantes vestidos de mercadores e clérigos, damas e cavaleiros, burgueses e camponeses, soldados e pedintes, senhores feudais e membros da Casa Real. As praças da vila voltarão a ser ocupadas por comerciantes e artesãos, as ruas por paradas e desfiles, o torreão vai voltar a ser a moeda de troca em algum do comércio local e o castelo propriamente dito será, uma vez mais, palco de banquetes régios, duelos entre cavaleiros, assaltos à fortaleza e muitas outras coisas saidas directamente da Idade Média.

E os três da vida airada - eu próprio e dois outros alcobacenses - vão lá estar novamente, de côcos em riste à lá Monty Python e, pode ser que ainda dê tempo, de roupitas medievais para não destoar :p Para quem já não se lembra ou não chegou a ler as aventuras e desventuras do ano passado, ei-las: Óbidos I, Óbidos II, Óbidos III, Óbidos IV, Óbidos V, Óbidos VI, Óbidos VII, Óbidos VIII, Óbidos IX, Óbidos X, Óbidos XI, Óbidos XII, Óbidos XIII, Óbidos XIV, Óbios XV, Óbidos XVI.

Para mais informações sobre a Feira Medieval de Óbidos, vejam aqui no sítio oficial da Câmara Municipal da vila ou o blogue exclusivo do evento. E apareçam por lá que eu prometo que vão gostar ;)

7 comentários:

Max @ Devaneios Desintéricos disse...

Gostaria muito de aparecer, curto sempre essas coisas...mas de Faro a Óbidos ainda é um esticão :'(...Muito embora o sítio valha bem a pena...

Heliocoptero disse...

Eu até te convidava para ficares aqui por casa durante uns dias, que de Alcobaça a Óbidos é um pulo ou outro... mas já cá vou ter um amigo meu pela mesma altura, por isso é complicado :(

Talvez para o ano ;)

Max @ Devaneios Desintéricos disse...

loool

Imensamente grato pelo simpático e anunciado convite :))

propranolol disse...

Tenho ouvido falar do Mercado Medieval de Óbidos, sempre com elogios. E Óbidos ainda é, como o Alentejo, uma terra de que não se tem vergonha. Dir-se-ia que se está na Europa, ainda se coloca o património à frente dos interesses da construção civil.

Heliocoptero disse...

Óbidos dentro e imediatamente à volta das muralhas, certamente que é um exemplo a seguir. Já a paisagem em redor já teve melhores dias: armazém aqui, urbanização ali e lá se vai a envolvente paisagistica nos quilómetros mais imediatos.

a advogada do proletariado medieval disse...

Eu estou pronta!!! Com gravata nova e tudo! :D

Rui Maio disse...

E quando é que os pobres coitados que não se puderam deslocar a Óbidos porque tinham consulta no dentista, podem ver a reportagem fotográfica deste ano?